Publicado por:

Especificações sobre revestimentos que todo arquiteto precisa saber

Escolher o revestimento ideal para a decoração vai além apenas da estética. É necessário pensar sobre as características técnicas de cada tipo de revestimento, seja ele um porcelanato, cerâmica, pisos vinílicos e laminados.

Seja por questões estéticas ou pela manutenção natural dos espaços, obras e reformas são sempre necessárias nos ambientes residenciais, comerciais ou industriais. 

E quando chega a hora de escolher qual o melhor revestimento para o projeto, um erro muito comum é basear-se apenas na estética, nas cores e no design das peças e não considerar as particularidades técnicas e suas aplicações. 

Foto: Archdaily

Para garantir segurança, durabilidade e um resultado final dentro das expectativas, o profissional deve basear-se em um conjunto de diretrizes que estabelecem as características químico-físicas e as tipologias das cerâmicas para cada área de aplicação. 

Além das normas NBR 13.816, NBR 13.817 e NBR 13.818 é preciso considerar uma tabela resumida com as especificidades mínimas de cada revestimento. 

A escolha por determinado tipo de revestimento vai muito além da análise: ambiente interno ou externo? 

Alguns revestimentos precisam ter resistência ao congelamento, quando são utilizados em superfícies frias, enquanto outros devem considerar, por exemplo, a exposição a ambientes ou produtos químicos agressivos, atrito ou se é um local de tráfego intenso. 

Com o objetivo de auxiliar a escolha entre tantos revestimentos possíveis para cada tipo de ambiente, elaboramos neste artigo, uma apresentação das especificidades técnicas que devem ser considerados. 

Entenda as principais características técnicas dos revestimentos e encontre a melhor opção para o seu projeto de arquitetura

A escolha incorreta pode levar ao desperdício pela quebra de material ou acabamento comprometido e até mesmo a acidentes. 

Por isso, a relação que elaboramos vai auxiliar na escolha do revestimento ideal, aquele que, além de agregar estilo ao projeto de arquitetura, também atende a todos os requisitos técnicos fundamentais para que o resultado final seja satisfatório. 

Absorção de água 

A absorção de água é uma propriedade comum e inevitável a todos os revestimentos feitos em cerâmica e pode chegar até cerca de 20%. 

Ela funciona também como um indicativo da resistência mecânica, uma característica importante para produtos que serão usados como piso, já que, quando o revestimento é utilizado em paredes, estes não são submetidos a um grande esforço mecânico. 

Resistência à ruptura

Se o local for um espaço com tráfego intenso e com muitas possibilidades de impacto, calcular o coeficiente de atrito é indispensável para indicar o quanto a cerâmica é resistente evitando quebras

Ele pode ser medido pelo módulo de resistência à flexão (N/mm2) ou pela carga de ruptura (N ou Kgf). Esse índice vai depender do material e da espessura da peça.

Foto: Tanto

Leia também:

Resistência ao escorregamento

A resistência ao escorregamento atesta a segurança do usuário ao caminhar pela superfície (aclive e declive), seja na presença de água, óleo ou qualquer outra substância. 

Esta característica foi determinada em laboratório, de acordo com o resultado do coeficiente de atrito a úmido (COF), um parâmetro para mensurar o índice de escorregamento. 

Maior o atrito, menor o escorregamento. Mas, outro fator a se considerar quanto à resistência ao escorregamento é que, quanto maior o coeficiente de atrito, mais áspera é a superfície e portanto, maior a dificuldade de higienização. 

Por isso, a depender do local onde o revestimento cerâmico será aplicado, a facilidade de limpeza deve estar entre os limites de segurança e praticidade. 

Resistência mecânica ao impacto

Este indicador mensura precisamente a resistência do revestimento a fortes impactos na direção de cima para baixo. Em locais onde se trabalha com carga pesada, este é um fator muito importante a ser analisado. 

Resistência à abrasão

Também conhecido como PEI, a medição que varia de 0 a 5, indica a resistência à abrasão do desgaste natural de todo revestimento cerâmico. 

Alguns estão preparados para suportar o tráfego intenso de uma indústria, sem sofrer danos, outros foram elaborados, apenas para o pequeno fluxo de pessoas, como por exemplo salas e banheiros residenciais. 

As peças podem ser ser classificadas em abrasão superficial ou abrasão profunda, um fator determinante para a escolha do revestimento de um projeto de arquitetura.  

Dilatação térmica ou por umidade

Se a aplicação do revestimento for em locais com alta temperatura, como churrasqueiras ou em pisos expostos ao sol, a dilatação da peça é inevitável. 

E ainda, locais úmidos como banheiros públicos, saunas e piscinas também sofrem com este fenômeno por conta da umidade. Independentemente se a dilatação da peça é por umidade ou temperatura, uma coisa é certa: este índice mede o quanto a cerâmica pode dilatar e fazer este cálculo é essencial para todos os projetos de arquitetura. 

Gretamento

Garantida para produtos com certificação CCB/ Inmetro, o índice de gretamento mensura as pequenas fissuras que podem aparecer na cerâmica esmaltada. 

O gretamento ocorre principalmente em decorrência da expansão por umidade, que provoca o aumento do corpo cerâmico e com ele, o aparecimento de tensões na camada de esmalte. 

Por isso, este índice deve ser igual a zero, ou seja, não é permitido por nenhuma norma. Alguns efeitos decorativos podem ser produzidos através da gretagem ao revestimento, e é preciso estar atento. 

O produto deve ser declarado como ‘efeito craquelê proposital’ e a resistência à gretagem não deve ser exigida para peças com esta classificação.

Resistência ao ataque químico

A resistência ao ataque químico consiste na capacidade do revestimento cerâmico em manter-se inalterável quando em contato com determinadas substâncias e produtos químicos (NBR 13818-H). 

Para calcular de forma adequada é preciso dividir a resistência ao ataque químico em duas classes: residencial – que mede a resistência da placa aos produtos de limpeza domésticos, e industrial – resistência a ácidos mais fortes e concentrados. 

E ainda, em função do revestimento cerâmico ser esmaltado ou não, sua resistência ao ataque químico difere.

Ao executar um projeto de arquitetura, o papel do profissional é também o de auxiliar na escolha das peças que atendem não só as preferências estéticas do cliente. 

É fundamental  priorizar materiais que atendam todas as especificidades técnicas e de aplicação de acordo com o ambiente. 

Na Tanto você vai sempre encontrar as melhores opções de revestimentos e que estejam de acordo com todas as necessidades da sua obra. 

Continue acompanhando o nosso blog para mais informações essenciais a todos os projetos de arquitetura e conte sempre com o nosso suporte técnico para tirar todas as suas dúvidas no momento da sua compra de revestimentos.